Raiva em cães e gatos

Apesar que a raiva em cães e gatos seja uma doença bastante divulgada por veículos  de comunicação,  a doença ainda é considerada uma grande preocupação para donos de animais de estimação.

A raiva em cães e gatos é considerada uma zoonose totalmente fatal , e também  pode afetar os humanos .Devido a essas varáveis , a raiva se torna uma grande preocupação para saúde pública em nosso país.

Devido ao poder letal ,o Ministério da Saúde disponibiliza  para os estados doses da vacina .Portanto é muito importante  destacar , que donos de pets tenham a consciência de encaminhar o seu animal de estimação para a imunização.

Muita das vezes , alguns proprietários de animais não conseguem encaminhar os seus animais para vacinação no setor público.Nesses casos é recomendado o dono do animal procurar um hospital veterinário ou clínica veterinária de confiança.

Como acontece a transmissão da raiva em cães e gatos  ?

A raiva é transmitida através  da saliva dos animais contaminados,o  caso mais comum seria pela mordida do animal contaminado , podendo ser gatos ou cães.

  1. Em humanos e cães, o período de incubação do vírus pode chegar a 2 meses antes do aparecimento dos sintomas da doença.
  2. Nos gatos a doença apresenta algumas características diferentes, que iremos destacar a seguir.

Conheça mais os principais sintomas da raiva em cães e gatos,

A seguir iremos descrever detalhadamente sobre os sinais e sintomas da doença especificamente em cães e gatos.

Características da raiva em cães  

A raiva em cães se apresenta nos cães em três tipos diferentes : Raiva Muda, Raiva Furiosa, e Raiva Intestinal (mais rara e agressiva).

  • Raiva furiosa

Considerada o tipo de raiva mais comum em cães , o animal apresenta um comportamento mais isolado , aversão a luz ,  seguido de agitação. Esses sintomas são apresentados  na primeira fase da doença que tem a duração de 3 dias.

Em seguida, o animal passa a ter dificuldade de se alimentar e se hidratar , passa ter muita salivação e aumento da agressividade .

A partir do quarto dia da doença, o animal apresenta paralisia e pode chegar a morte em algumas horas

  • Raiva muda

Os sintomas iniciais da doença são bem parecidos com a raiva furiosa , porém o animal apresenta mais sonolento e com baixa energia, sem apresentar quadro de agitação.

Apresenta sinais de paralisia no maxilar logo na segunda fase da doença, podendo evoluir rapidamente os sintomas até a morte do animal.

Raiva intestinal

A raiva intestinal é considerada mais rara ,causando sintomas como  cólicas e vômitos até a morte do animal. Importante destacar que a raiva intestinal, não apresenta  sinais de paralisia e agressividade.

Características da raiva em gatos

Os sintomas apresentados nos cães , também podem ser notados nos gatos. São sinais comuns notados em gatos contaminados pela a raiva:

  • Alteração no comportamento;
  • Falta de apetite;
  • Hidrofobia;
  • Febre;
  • Agitação;
  • Salivação;
  • Agressividade;
  • Paralisia.

Vale destacar , que  gatos após a contaminação podem morrer durante 10 dias com a evolução da doença

A vacina antirrábica é a forma eficiente de prevenção da raiva em cães e gatos.

Conforme falamos anteriormente, a vacina é o único método de prevenção contra a doença, fique sempre atento em vacinar o seu animal ainda filhote que apresentem pelo menos 4 meses de vida.

A vacinação além de evitar a contaminação do animal de estimação, também evita a transmissão da doença para humanos.

A doença em humanos também pode ser totalmente fatal , em caso de contaminação é muito importante a notificação para os setores públicos responsáveis .

Esteja sempre atento a saúde do seu animal de estimação, procure sempre procurar o médico veterinário em caso de alguma alteração. Marcar consultas de rotina, pode ser um hábito bastante efetivo para evitar diversos tipos de problemas

Esteja sempre atento aos sintomas e comunique imediatamente a um veterinário de estimação

Alguns serviços dependem de agendamento, consulte-nos.

Não se esqueça de sempre estar atento com seu animal de estimação, e qualquer sintoma diferente,comportamento, sempre é bom leva-lo a um veterinário para uma avaliação, isso sempre evitará que o animal tenha doenças avançadas e confirme que ele está bem, garantindo sua saúde sempre em dia.

Não há comentários ainda.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.