Aprenda tudo sobre a sarna em cães

Sem dúvidas muitos donos de animais , já ouviram falar de um problema chamado sarna em cães. Esse tipo de problema, é mais comum que imaginamos, e requer cuidados especiais tanto na prevenção e tratamento.

Muitas pessoas pensam, que a sarna só é existente em cães de rua, porém o problema pode esta mais perto que imaginamos.Os agentes infecciosos podem esta presentes nos objetos de convivência do animal, como camas e brinquedos.

Existem casos também, como a sarna negra, que é considerada uma doença genética, e também merece uma atenção especial.

Para melhor entendimento sobre a doença , resolvemos criar esse artigo para acabar de vez com todas as dúvidas em relação ao assunto.

Esteja sempre atento a qualquer alteração no seu cão de estimação

O problema pode ser notado através da coceira e queda de pelo , podendo ocasionar total desconforto ao cão.

A atitude correta nesse caso , seria levar o animal de estimação diretamente a um hospital veterinário e clínica veterinária para uma avaliação precisa.

È muito importante lembrar, que existem mais de um tipo de sarna, no decorrer desse artigo iremos falar um pouco de cada caso.

Procure sempre prestar atenção nos ambientes que seu animal de estimação frequenta, e higiene também é fundamental no ambiente de convivência.

Conheça os principais tipos de sarna

Existem três tipos de sarnas , a diferença esta justamente no tipo de ácaro que promove a doença. Conhecer um pouco mais sobre esses agentes  pode ser de grande relevância na hora de identificar alguns sinais e encaminhar o seu animal para um hospital veterinário ou clínica veterinária de sua confiança.

Sarna sarcóptica

Conhecida também como escabiose , esse tipo de sarna pode afetar todos os tipos de cães em qualquer época do ano e idade.

Transmissão: 

Contato direto com outros animais e objetos infectados

Principais sintomas:

  • Coceira intensa;
  • O animal morde ou lambe a pele com freqüência;
  • Borbulhas;
  • Queda de pelo;
  • Escoriações;
  • Crostas.

Tratamento:

O médico veterinário é capaz de examinar o animal e fazer o diagnóstico, contando com a coleta de amostra de tecidos afetados.

São indicados medicamentos tópicos , incluindo banhos e em alguns casos medicamentos injetáveis e via oral

Sarna negra

Também conhecida como sarna dermodécica, não é considerada infecciosa, apresentando origem genética para ser manifestada.O agente da doença esta presente em todos os animais, porém animais com problemas imunológicos podem manifestar a doença no decorrer da vida.

Transmissão:

Origem não infecciosa, apresentando origem genética

Principais sintomas :

  • Ferida com secreções apresentando mau cheiro

Tratamento:

Por ser uma doença de origem genética, o controle da doença é muito importante para o animal de estimação. O médico veterinário pode fazer a coleta do tecido para análise, além de fazer a prescrição de medicamentos tópicos e banhos.

Outro fator muito importante para controle da doença ,seria controlar a  alimentação do animal podendo gerar bons resultados.

Sarna de ouvido

Conhecida como sarna otodécica , a doença atinge o ouvido do animal provocando desconforto intenso.

Transmissão:

Contato direto com outros animais infectados

Principais sintomas:

  • Coceira na orelha infectada;
  • Aparecimento de feridas no local devido a coceira;
  • Acúmulo de cera na orelha do animal.

Tratamento :

O médico veterinário será capaz de examinar o local afetado para poder fazer um diagnótico preciso, podendo colher a amostra na região afetada.

São indicados medicamentos administrados diretamente no ouvido do animal, afim de acabar de vez com o agente infeccioso.

Esteja sempre atento a saúde do seu animal de estimação, procure sempre procurar o médico veterinário em caso de alguma alteração. Marcar consultas de rotina, pode ser um hábito bastante efetivo para evitar diversos tipos de problemas

Esteja sempre atento aos sintomas e comunique imediatamente a um veterinário de estimação

Alguns serviços dependem de agendamento, consulte-nos.

Não se esqueça de sempre estar atento com seu animal de estimação, e qualquer sintoma diferente,comportamento, sempre é bom leva-lo a um veterinário para uma avaliação, isso sempre evitará que o animal tenha doenças avançadas e confirme que ele está bem, garantindo sua saúde sempre em dia.

 

 

Não há comentários ainda.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.